Apostas para o Oscar 2017

Alô, alô, graças a deus. Chegou o momento mais gostosinho, mais delicinha, que te faz ver uns 20 filmes em um mês. O OSCAR 2017!

Pra quem achava que eu não iria meter meu bedelho hoje, vem aí uma grande surpresa:

Vou dar meus palpites certeiros para o Oscar 2017. O primeiro é daqueles em que eu apostaria dinheiro em um cassino e o segundo é dos que venceriam se eu fosse a dona da P0%RR$ toda!

OSCAR 2017

Primeiro vamos falar um pouco desse Oscar. A cerimônia acontece neste domingo, dia 26 de fevereiro, às 21h. Na TNT o Red Carpet começa logo às 11:30.

Esse ano temos recorde de indicações para “La La Land”, com possíveis 14 estatuetas, Meryl Streep batendo seu recorde e sendo indicada pela vigésima vez, Mel Gibson sendo indicado novamente, 20 anos depois de ter ganhado pelo clássico Coração Valente… Essas coisas todas que nos deixam com a face on the floor!

Mas o mais legal mesmo são outras coisas. Ano passado rolou um “tretona” sobre a supremacia de pessoas brancas indicadas ao Oscar 2016. Só tinha branco e americano, em todos os lugares, uma claridade difícil de aceitar, com pouquíssima diversidade de pessoas e culturas.

Então, em 2016 rolou boicote. Grandes atrizes, atores e diretores se posicionaram, porque todo mundo sabia que eles estavam ali fazendo ótimos filmes, com ótimas encenações, mas não eram indicados.

Não dá pra esquecer que a academia e o Oscar são uma marca. Eles representam toda uma indústria que não é muito a fim de ser questionada ou odiada!

Nesse caminho, colocaram a mão na consciência e a partir dos questionamentos de quem acompanha as cerimônias, esse ano é o ano da justiça. Benzadeus, AMEI, mas não estão fazendo nada além do correto!

Bradford Young conquistou a sua primeira (de muitas) indicação na categoria de Melhor Fotografia por “A Chegada”. É a primeira vez que uma pessoa negra é indicada para essa categoria.

Joi McMillon vem nessa e é a primeira mulher negra indicada na categoria Melhor Edição, pelo maravilhoso filme “Moonlight”.

Oito dos 20 atores indicados são estreantes na cerimônia. Entre eles Isabelle Huppert, francesa e indicada por um filme francês; Ruth Negga, negra e etíope; Mahershala Ali, ator negro americano e Dev Patel, inglês de ascendência indiana.

Esse ano tem também a primeira indicação de um italiano na categoria de Melhor Documentário. É a primeira vez que um filme da Oceania é indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro, o Australiano “Tanna”.

Ou seja, pela primeira vez a galera resolveu olhar pra além do próprio umbigo e tá dando indicação pra quem merece, não só pro clubinho. #desabafo

Outra curiosidade, todo mundo vem tendo acesso ou pelo menos conhecendo os serviços de streaming famosos por aí. Caminhando nessas produções, esse Oscar 2017 é o primeiro a ter produções desses streamings de séries e filmes em suas indicações principais.

Amazon, grande concorrente da Netflix, está na disputa com o belíssimo “Manchester à Beira-Mar”, que veio cheio de indicações, incluindo Melhor Filme e Melhor Ator. Já a Netflix tem sua quarta indicação seguida em Melhor Documentário com “13ª Emenda”, da Ava DuVernay.

Tem até filme ruim! “Esquadrão Suicida” emplacou uma indicação em Melhor Maquiagem e Figurino. Deve ganhar o Oscar, hein (vem, meteoro!).

Apostas Oscar 2017


Melhor Atriz

Isabelle Huppert – Elle
Ruth Negga – Loving
Natalie Portman – Jackie
Emma Stone – La La Land: Cantando Estações
Meryl Streep – Florence: Quem é Essa Mulher?

Acho que vai ganhar:
Emma Stone – La La Land: Cantando Estações

Ela até que tá bem boa nesse filme! Não é sua primeira indicação, já foi mais uma vez em uma outra categoria, mas esse ano é o ano dela. Foi indicada por esse filme em diversos prêmios e levou a maioria. Acho muito difícil ela não ganhar esse ano!

Porém, eu vi o filme Jackie



Quem eu gostaria que ganhasse:

Natalie Portman – Jackie

Cara, não tem como ver “Jackie” e não entregar todos os prêmios na mão dela. SÉRIO!

O filme é um saco, mas cada movimento, cada ajeitadinha de cabelo, cada passo que ela dava… Eu só ficava pensando: “meu senhor jesus do céu, o que tá ‘acontecenu’?”.

É de muita maestria e controle corporal! Pra quem não sabe, ela interpreta Jacqueline Kennedy, uma primeira dama estadunidense. O recorte de tempo é do assassinato do marido, até um pouco depois da morte dele. O filme mostra uns pedaços de quando ela ainda era primeira dama, antes do marido falecer. São refilmagens de uma visita que ela fez pela Casa Branca.


O jeito como ela pisa no chão, como ela responde, sempre dando as respostas “certas”, se mostrando frágil, mãe, refinada…


Um exemplo pra sociedade americana. Depois mostra ela em uma entrevista, falando de como acontece o assassinato e como o tem superado, o que realmente gostaria de falar. Organizando o enterro do marido.


Olha, podem até não dar Oscar, mas ela tá incrível e isso ninguém tira dela. ARRASOU, NATALIE!

Melhor Ator
Casey Affleck – Manchester à Beira-Mar
Andrew Garfield – Até o Último Homem
Ryan Gosling – La La Land: Cantando Estações
Viggo Mortensen – Capitão Fantástico
Denzel Washington – Um Limite Entre Nós




Acho que vai ganhar:

Casey Affleck – Manchester à Beira-Mar

Acho que ele ganha, está em primeiro nas apostas. Nos diversos prêmios que rolaram, está sempre disputando com Denzel Washington. Ou leva um ou leva o outro.

A atuação é boa, muito porque os atores com que ele contracena são maravilhosos também, sem querer tirar o mérito. Casey Affleck tem muito talento para o drama, na minha opinião.



Quem eu gostaria que ganhasse:

Denzel Washington – Um Limite Entre Nós

Tudo bem que ele já ganhou o Oscar, tudo bem que é legal dar espaço pra pessoas novas, mas… Ele tá maravilhoso! Pela atuação e pela história do filme ele merece muito.

Se vocês não sabem, “Fences” (ou “Um limite entre nós”) é uma peça de teatro bem antiga, que conta a história de uma família negra americana, de origem humilde, tentando lidar com a marginalização que é imposta sobre os seus sonhos.

É uma peça incrível que virou filme! Merece essa indicação tanto pela atuação do Denzel (a íntima), quanto por toda a produção do filme, que foi dirigida por ele mesmo, Denzel Washington Mello.

Melhor atriz Coadjuvante

Viola Davis – Um Limite Entre Nós

Naomie Haris – Moonlight: Sob a Luz do Luar
Nicole Kidman – Lion: Uma Jornada para Casa
Octavia Spencer – Estrelas Além do Tempo
Michelle Williams – Manchester à Beira-Mar



Acho que vai ganhar:

Viola Davis – Um Limite Entre Nós

Ela já foi indicada outras 2 vezes e vai ser a mesma coisa do Oscar da Natalie Portman, em “Cisne Negro”. A academia deve isso a ela, por tirar tantos Oscars merecidos das mãozinhas lindas dessa atriz maravilhosa.

Fora que ela tá ganhando tudo, em todos os prêmios por ai.

Quem eu gostaria que ganhasse:
Viola Davis – Um Limite Entre Nós

Primeira mulher negra indicada a três Oscar, uma atriz maravilhosa. Nunca vi uma atuação ruim dessa mulher. Fora que depois do discurso do Globo de Ouro, espero que o do Oscar seja bombástico.

Melhor Ator Coadjuvante
Mahershala Ali – Moonlight: Sob a Luz do Luar
Jeff Bridges – A Qualquer Custo
Lucas Hedges – Manchester à Beira-Mar
Dev Patel – Lion: Uma Jornada para Casa
Michael Shannon – Animais Noturnos



Acho que vai ganhar:

Dev Patel – Lion: Uma Jornada para Casa

Acredito que ele ganhe o Oscar pela atuação e pela diversidade das indicações. Ele é aquele menino do  filme Quem quer ser o milionário?, é muito legal ver ele evoluindo na profissão.

O filme é baseado em fato reais,  escrito a partir de uma autobiografia feita pelo personagem principal do filme. Oque é muito legal, já que ele tem uma atuação muito específica, mesmo tendo seu personagem ali ao seu lado.

Dev patel mostrou grande sensibilidade, nos momentos mais impessoais do personagem é possível perceber essa atmosfera que envolve o fato do personagem estar perdido, seja no curso na faculdade, ou da namorada.


Quem eu gostaria que ganhasse:
Mahershala Ali – Moonlight: Sob a Luz do Luar

Ele merece, porque não tem como brilhar mais.

Sabe aquele traficante, que vende drogas que acabam com a vida das famílias? Sabe aquele traficante que oferece emprego aos menores de idade? Esse é o personagem de Mahershala Ali em Moonlight, mas tente odiá-lo. Em 20 minutos de filme você começa a perceber que nada disso é do nada, e que tem muita coisa que envolve esse mundo bizarro de guerra às drogas.

Esse filme, essa atuação merecem muito mais do que o Oscar 2017. É brilhante!

Melhor Filme
A Chegada  (Temos camiseta Arrival)
Até o Último Homem
Estrelas Além do Tempo
Lion: Uma Jornada para Casa  ( Temos camiseta LION)
Moonlight: Sob a Luz do Luar
Um Limite Entre Nós
A Qualquer Custo
La La Land: Cantando Estações  ( Temos camiseta LA LA LAND)
Manchester à Beira-Mar




Acho que vai ganhar:

La La Land: Cantando Estações 

14 estatuetas, 14 estatuetas e 14 estatuetas.


Então né, o mais cotado de todos os filme é bom. Tem uma aura maravilhosa, te faz sair do filme meio “quem sou eu, oque eu to fazendo da minha vida?”. Uma reflexão que qualquer pessoa, qualquer uma, já deve ter parado pra fazer.

Tem várias referências bacanas, é despretensioso e não toca em tabus ou situações incômodas. É sobre sonhos, amor e escolhas. Bem bonito, e não faz feio se ganhar o prêmio.

Quem eu gostaria que ganhasse:
Moonlight: Sob a Luz do Luar

É um filme muito mais duro, fala de uma forma super poética sobre a devastação humana do século XXI, o crack. Reflete como isso atinge as famílias, acabando com todo esse american dream, ou o culto irresponsável da meritocracia.

É de uma narrativa impecável, divididas em capítulos, e cheia de situações poéticas que te inserem  na atmosfera do filme de forma sutil e agressiva ao mesmo tempo.

Quando acaba você nem acredita, é muito várias coisas. Espero do fundo do meu coração que ganhe o Oscar 2017. #chegadeMamãocomAçucar

Melhor Diretor
Denis Villeneuve – A Chegada
Mel Gibson – Até o Último Homem
Damien Chazelle – La La Land: Cantando Estações
Kenneth Lonergan – Manchester à Beira-Mar
Barry Jenkins – Moonlight: Sob a Luz do Luar

Acho que vai ganhar:
Damien Chazelle – La La Land: Cantando Estações

Damien Chazelle pode se tornar o cineasta mais jovem a vencer o prêmio. Ele tem 32 anos.

Esse filme só é essa maravilha toda por causa desse cara, sendo bem sincera. Quem vê os filmes dele, sabe que sem essa direção e roteiro nada seria possível. Quem assistiu “Whiplash” sabe como é.

É absurda a capacidade desse cara, mas, ele é novo e consagrado… Por mim esperava mais um pouco pra ganhar. Ele vai fazer muita coisa por aí e vai ganhar um montão de prêmios!




Quem eu gostaria que ganhasse:

Denis Villeneuve – A Chegada

Pra mim o dono do Oscar esse ano é esse aí, Denis Villeneuve. Indicado uma vez por Melhor Filme Estrangeiro, tem um método super arrojado de dirigir seus filmes. Produz a mixagem de som e os detalhes de roteiro em conjunto com as próprias filmagens.

Fora que o filme tem uma direção majestosa, super bem construída. É de ficção científica, a possibilidade de ficar ridículo é altíssima, mas olha só! Vem arrasando, ganhou sua indicação e só tem feito bonito nos prêmios por aí. Torcendo por ele desde criancinha.

 

Melhor Roteiro Adaptado
Eric Heisserer – A Chegada
August Wilson – Um Limite Entre Nós
Allison Schroeder e Theodore Melfi – Estrelas Além do Tempo
Luke Davis – Lion: Uma Jornada para Casa
Barry Jenkins e Tarell Alvin McCraney – Moonlight: Sob a Luz do Luar



Acho que vai ganhar:
Eric Heisserer – A Chegada

O sindicato dos roteiristas escolheu este como melhor roteiro adaptado do ano, o que já é um grande termômetro pro Oscar 2017. Ele segue favorito nas apostas, não acho que perca nessa indicação.

Toda a atmosfera do livro é sabiamente montada pelo roteiro e fotografia. É um Syfy do caramba, e não fica over momento nenhum.

Mistura linguística com tecnologia extraterrestre, é uma delícia de assistir.

Quem eu gostaria que ganhasse:
Eric Heisserer – A Chegada

Melhor Roteiro Original
Taylor Sheridan – A Qualquer Custo
Damien Chazelle – La La Land: Cantando Estações
Yorgos Lanthimos e Efthimis Filippou – The Lobster
Kenneth Lonergan – Manchester à Beira-Mar
Mike Mills – 20th Century Women

 

Acho que vai ganhar:
Damien Chazelle – La La Land: Cantando Estações

Então, “La La Land” é lindo, tem um roteiro bem legal, mas é uma história muito conhecida. Bebe de muitas fontes e por mais cotado e bom que seja, essa é uma das únicas categorias que eu não acharia justo que ele ganhasse.




Quem eu gostaria que ganhasse:

Yorgos Lanthimos e Efthimis Filippou – The Lobster

 

Isso sim é roteiro original, galerinha. Sério, corre e vê o filme! Tem uma premissa foda, um roteiro super bem construído e novo. Não vou dar spoiler, mas caramba! Nunca vi nada parecido, sendo bem sincera.

E olha, todas as estampas de filme dos Oscar 2017 tem em todos os nossos produtos. Simbora!


E assim acabam nossas apostas para o Oscar 2017, seguimos confiantes que esse ano não tem frustração.

Lembrem de mim durante a cerimônia.

Até!