Casais abusivos da ficção e da vida real que a gente amou mas não deveria

Estamos já no esquenta pro Dia da mulher e selecionamos por aqui casais abusivos da ficção e da vida real que nos amamos, mas que tiveram momentos super abusivos.

É bacana compreender que vivemos em uma sociedade machista e tudo que nasce dela vem com essa carga pesada, que pensa as mulheres como menores.

Mas estamos tentando nos unir e nossa força tem feito mudanças. Inclusive, pensar as ações desses casais abusivos da ficção e da vida real, é uma delas. É um exercício conseguir compreender os erros e acertos que são provenientes de pensamentos a respeito da mulher e do seu papel social.

Somos um apetrecho masculino, um acessório? NÃO!

Somos menores e nosso papel é estar atrás de um grande homem? OH GOD, JAMAIS!

Somos quietas, fofas e simpáticas, para que os caras nos amem? NÃO MESMO!

Então amiga, vem comigo e bora bater um papo, que eu listei 8 casais abusivos da ficção e da realidade que vão te fazer refletir com força!

Casais abusivos da ficção e da vida real

mister-big-e-carrie

Carrie e Big de Sex and the City

Vivemos sob o mito de que homens podem ser mudados por nós, que com o tempo eles amadurecem… É TÃO difícil para um homem amar, que quando isso acontece a gente precisa dar valor…. MENTIRA!

Um homem que trai, que só quer se relacionar em quatro paredes, que te humilha e desperta o pior em você. Um “companheiro” que não te quer, mas não te deixa ir, que te vê bem, seguindo a vida e te puxa de volta, que nunca cede às suas vontades, que sempre faz valer as dele…Um descrição completa de Mr. Big.

Mr. Big diversas vezes colocou Carrie em situações ruins, sempre fez somente as próprias vontades, abandonou-a em seu casamento, só amou quando quis, independente de forçar uma relação. Destruam esse conceito de que mulheres devem lutar por homens, de que essa vontade pode ser sim unilateral, porque não pode!

O final feliz não acontece com um Mr. Big. Não existe esse homem irresponsável que você vai conseguir dar um jeito e transformar num cara legal.

Sex and the City é uma série sobre mulheres modernas e peca muito um casal abusivo como protagonista.

 

frida-e-diego

Diego Rivera e Frida Kahlo

As histórias sobre esse casal sempre começam com: eram cheios de paixão, cheios de amor, tinham turbulentas brigas…

É fácil encontrar pessoas que adoram esse casal, comprando aqueles bonequinhos de Frida e Diego. Pois então, marujo, lá vem a verdade que você não queria ouvir: Diego Rivera era um safado, traiu Frida com a irmã dela, aceitava os relacionamentos lésbicos da esposa (fetiche detected), mas abominava os que ela tinha com homens. Já ele…

Em uma de suas brigas, Frida disse a Diego que ele era um dos dois acidentes que aconteceram em sua vida. O outro era a conhecida tragédia do bonde, que a deixou imobilizada. Ela fez questão de deixar bem claro ele era o pior que já lhe ocorreu.

Diversas vezes sozinha e acuada pelo marido, Frida passou por momentos de depressão profunda e isolamento.

Se pintando de força e política, Frida foi um retrato da mulher que supera sua própria realidade e floresce sempre.

 

arlequina-e-coringa

Coringa e Arlequina

Nem preciso bater nessa tecla novamente, mas eu faço questão!

Arlequina é estuprada, humilhada e abandonada frequentemente. A psicopatia do vilão é justificativa para seus ataques de fúria. Ela, ainda que também louca, é bastante submissa às situações absurdas do “namorado”.

Muita gente diz que ela poderia o deixar quando quisesse e ela já o fez diversas vezes. O vilão, por sua vez, manipulou e a trouxe de volta para essa relação bizarra.

Atualmente nos quadrinhos ela está num relacionamento super legal com a Hera venenosa. Esperamos que se mantenha assim.

 

Alex Vause e Piper Chapman

De início é lindo, a menina problema e a loirinha padrão se relacionando e tendo um dos maiores romances de suas vidas.

As duas se envolvem em uma confusão, Piper e Alex traem uma a outra, colocando ambas em situações horríveis. Já acendemos a lâmpada vermelha do problema.

Não só isso, em um dos primeiros episódios das segunda temporada, Piper é convencida por Alex a fazer o que não queria e protegê-la. Alex não cumpre o combinado, é solta e Piper presa.

Trazer a namorada pro seu rolê de traficante já não é bacana, forçar uma série de relações durante a sua prisão junto com ela também não é. Atenção, porque essas duas ainda tem muita coisa pra destruírem uma na outra.

 

Christian Grey e Anastasia Steele

Me recuso a justificar o porquê. Eu acho um ABSURDO achar esses dois legais… Então, sinceramente, vou me ater a uma lista.

-Christian Grey é um stalker dos piores, ele caça a vida da garota com a única intenção de conquista pra fazer seu joguinho.

– Ele é possessivo, gruda na menina antes mesmo de namorar, trata-a como um brinquedo e envolve-a com presentes.Ele começa se utilizando de uma linguagem super ameaçadora quando iniciam um relacionamento.Ela acha que vai mudá-lo.

-Ele a isola de seus amigos e parentes, impossibilitando que ela se abra com eles.

-Ações assustadoras e possessivas, controle…

-Umas regras só valem para ela, ele não…

-Estupro, SIM, ESTUPRO!

Grey chega na casa dela sem ser avisar, ela diz que não quer fazer sexo, ele insiste. Ela DIZ NÃO, ele continua. Depois, nos pensamentos ela fala que curte fazer sexo forçada, mas nada apaga que ela disse não e ele ignorou.

 

Ariel e Príncipe Eric

Ariel é cheia de vida, exploradora, curiosa. Uma cientista nata cheia de saberes e curiosidades que ama.

Seu pai é o típico patriarca , ela é rebelde e está sempre tentando burlar esses sistemas que a apreendem. Em um determinado momento da história, ela troca toda essa força por uma subserviência a um homem que conhece, torna-se frágil e passa a direcionar sua rebeldia para a busca dessa nova história.

Para se aproximar desse homem, Príncipe Eric, ela se desfaz de sua cauda, modificando seu corpo e abrindo mão de sua voz. Algo super simbólico.

Em momento nenhum é falado das abdicações do príncipe em função de Ariel. A ideia de que ele poderia abrir mão de algo por ela é sequer mencionada. Muda da água para a terra e passa a viver com o príncipe em seu castelo longe de sua família. Um ótimo exemplo de casais abusivos da ficção pra gente ficar de olho.

 

Meredith Grey e Dr. Shepherd

“Ele é muito brilhante, mas não é o sol. Você é. Não deixe o que ele quer passar por cima do que você precisa”. Essas foram as últimas palavras de Cristina a Meredith antes de sair da série e ilustra bem a relação dos dois.

Um dos casais  abusivos da ficção mais romantizados!

O romance começa no primeiro episódio, super conturbado e se arrasta por toda a trama. Ainda na primeira temporada ela se relaciona com Derek, ele “omite” que é casado, colocando-a numa situação horrível. Ele passa metade da trama decidindo com quem quem ficar (RIDÍCULO), quando escolhe a esposa, Meredith fica destruída e começa a se relacionar com vários caras para suprir essa falta.

Derek descobre e a chama de vadia! VADIA! Passa a treta toda e eles voltam, Meredith, que ainda era uma médica residente, se vê envolvida em uma cirurgia complexa. Derek se responsabiliza pela operação apenas por uma questão de burocracia, o procedimento é um sucesso e quem leva os louros?? ELE MESMO! Quando questionado por Meredith, ele se desfaz e ela perdoa.

Derek erra diversas vezes, mas todos os erros são perdoados e compreendidos por Meredith. Agora quando ela erra, as ações são totalmente desproporcionais.

Ele sempre colocou suas vontades na frente das dela, sempre. Por mais que vocês amem os dois, infelizmente eles não são bons um para o outro.

 

Marcos e Emilly

Big Brother Brasil é um programa que todo mundo acompanha. Nem precisa ver todo dia, mas uma informação ou outra você acaba tendo, nem que seja pra falar mal!

Emilly e Marcos foram destaques da edição de 2017, um dos casais mais aclamados e abusivos que a TV já pode apresentar.

Marcos se achava a última bolacha do pacote, menosprezava e ignorava qualquer opinião de Emilly, adorava dizer o quanto ele fazia por ela (o que na verdade era por ele mesmo), adorava fazer jogos de ciúmes se aproximando de Vivian quando ela estava mais distante, entre outras coisas absurdas.

Na cena que motivou sua expulsão, Marcos parte pra cima de Emilly, colocando o dedo da cara dela e a pressionando contra a parede.

Um absurdo, um despropósito, situações que colocaram esse casal em um circo midiático em que chegaram até a culpá-la pelas atitudes dele.

Alguns até hoje pedem que eles voltem e torcem por uma reconciliação.

Um dos muitos absurdos que permeiam esse casal abusivo.

 

Então é isso, meninas, vigilância sempre. Juntas somos mais fortes e “vam” bora! Sabem de mais casais abusivos da ficção e da vida real? Comenta ai e conta pra gente.