Precisamos falar sobre Westworld: motivos para assistir sem spoilers

Precisamos mesmo falar sobre Westworld, especialmente porque a safra de boas séries atuais está demais e quando uma das boas revela-se acima da média, o mundo merece conhecer mais. Neste domingo, a série retorna à HBO para sua segunda temporada com um status invejável de nova “Game of Thrones”! Rumores de que já tenha 5 temporadas garantidas.
Tem uma listinha de motivos pra você conhecer essa obra de arte, só vem!

A série já estreou lá em 2016 com status de épica, e não seria pra menos, Westworld tem como desenvolvedores Jonathan Nolan e Lisa Joy, uma dupla e tanto, que se inspirou em um filme homônimo produzido na década de 1970.

Westworld se passa em um futuro distópico, onde Robert Ford (Anthony Hopkins) e seu sócio criam androides praticamente perfeitos. O enredo se baseia em um parque de diversões inspirado no Velho-Oeste Americano, no qual os ricos passam suas férias interagindo com esses androides, chamados de anfitriões. Uma odisseia sombria capaz de aliar a ficção científica paralela à evolução – ou não – dos seres humanos. A verdade é que Westworld ultrapassa o sci-fi e mistura passado e futuro de forma genial, explorando complexidades éticas da nossa própria consciência.

Se depois da sinopse você ainda não ficou com vontade de assistir (não estou acreditando né), vou listar alguns motivos pra te despertarem pra essa obra prima.

Roteiro

Te desafio a encontrar uma ponta solta de Westworld e postar nos comentários. Impecável é a palavra pra definir o roteiro da primeira temporada. A falta de linearidade temporal te leva a receber e interpretar as informações dos modos mais diversos e à medida que você vai compreendendo o mecanismo que a série se utiliza, mais empolgante se torna desvendar em qual dos muitos tempos aquela cena se passa.
Entende agora porque Westworld explode cabeças?

Visual

O Velho Oeste e a tecnologia se misturam de modo natural. O visual high tech que envolve a Delos e as pessoas que lá trabalham é incrível. Os equipamentos e efeitos não deixam a desejar em absolutamente nada.

A abertura da série traz a construção dos androids em um visual de tirar o fôlego, acompanhado da trilha do genial Ramin Djawadi (também responsável pela trilha de Game of Thrones ♥).
As locações do parque são muito reais e cheias de easter eggs dos mais bem pensados, quase dá pra esquecer que aquela realidade é toda moldada para os anfitriões.

Elenco

Os porquês e a profundidade dos personagens tornam os anfitriões cada vez mais humanos aos nossos olhos. A gente enxerga o mesmo propósito de liberdade de alguns – como a própria Maeve (Thandie Newton), graças ao trabalho de um grande cast.

O elenco além de contar com vários xodós do público, traz grandes nomes e talentos surpreendentes. O grande Anthony Hopkins vive o criador das criaturas, Robert Ford, um dos melhores personagens da fase atual do ator. Ainda temos os impecáveis Evan Rachel Wood, que vive a anfitriã protagonista, Dolores; Jeffrey Wright e suas reviravoltas incriticáveis como Bernard Lowe. E um plus de nomes que arrasam como Luke Hemsworth, Rodrigo Santoro (Br hue), Ed Harris, ~alerta de crush~ Ben Barnes e Tessa Thompson.

Detalhes

A dinâmica dos acontecimentos nem sempre é ágil, mas os elementos te prendem na trama. Figurino e trilha sonora são um show à parte!

A trilha é milimetricamente pensada, misturando músicas contemporâneas a arranjos classudos; uma constante e sutil lembrança de que estamos em um ambiente futurista.

A nudez constante faz com que a mesma se torne um detalhe quase irrelevante, nos acostumamos com a naturalidade das pessoas despidas e entendemos que é apenas mais um elemento no meio de outros.

A construção de algumas cenas nos faz transitar entre os dois universos da série de forma desconcertante. Destaque pra cena em que vemos vários anfitriões descartados em um porão escuro como se fossem manequins.

Finalement

A verdade é que Westworld já nasceu grande e promete não decepcionar. Pelo tanto de conteúdo que já saiu pra segunda temporada, as expectativas estão nas alturas.

Já deu pra perceber que a série tem todos os elementos que constituem um entretenimento de altíssima qualidade com selo HBO de assinatura.
E você já viu a série??? Se não, corre porque são 10 episódios pra maratonar até domingo 😛