Pantera Negra: o mundo de Wakanda

O novo filme da Marvel acompanha T’Challa (o Pantera Negra), que acaba de perder o seu pai – o Rei de Wakanda (país fictício da África) – e se vê na missão de ocupar o seu lugar de direito no trono. Mas como nada é tão simples assim, somos logo apresentados ao primo de T’Challa – Killmonger – que não está muito feliz com a família e chega para desequilibrar toda a magia do lugar.

Composto por uma beleza paisagística única, um figurino colorido e futurista e muitas questões de representatividade, se fazem nulas as chances de desgrudar os olhos do filme Pantera Negra!

O sertão não virou mar e o mar não virou sertão

O desejo da Terra prometida e – consequentemente o desejo do mar – eram vontades asseguradas, a todo instante, pelos religiosos no Brasil de 1964. É nesse contexto que encontramos o casal Manuel (vaqueiro) e Rosa. Os dois vivem uma vida de miséria no nordeste brasileiro; mas sempre acreditando na possibilidade da mudança (Rosa por vezes mais cética que Manuel).

A vida mundana de Darth Vader

É só tocar a Marcha Imperial para os calafrios começarem: Darth Vader está chegando e ninguém quer ficar no caminho do mais badass dos Sith. O principal personagem do cânone de Star Wars é também um ícone da cultura pop, reconhecido mundialmente até por aqueles que não são lá muito fãs das histórias criadas por George Lucas.

Mas a vida de Darth Vader não se resume a batalhas empunhando seu sabre de luz. Bom, pelo menos foi o que um fotógrafo polonês pensou… Pawel Kadysz não só idealizou, como também botou em prática o que muitos de nós, amantes da cultura pop, podemos esquecer: nem só de atitudes maléficas e planos mirabolantes vivem os vilões!