Loja

Protetores da Floresta

A narrativa a seguir é fictícia. Toda e qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência... Ou deveria ser! Nossos super-heróis são lendas do folclore brasileiro, verdadeiros vingadores do descaso, da ganância e da ignorância. Leia o conto inédito do escritor Tiago Santos-Vieira!


• 4 mins de leitura
Protetores da Floresta

A narrativa a seguir é fictícia. Toda e qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência... Ou deveria ser!

Nossos super-heróis são lendas do folclore brasileiro. Elas ouviram os milhões de chamados das matas que queimam e que caem. Se uniram! Em camisetas-HQ, lutarão por quem não tem voz: apresentamos os Protetores da Floresta!

Esses verdadeiros vingadores do descaso, da ganância e da ignorância chegam na Chico Rei para representar aqueles que se sentem impotentes perante o extermínio de espécies e a destruição do nosso patrimônio ambiental. Saci, Boitatá, Caipora e Curupira representam nossas raízes em camisetas pra enlatado gringo nenhum botar defeito.

A seguir você confere um conto inédito pelas mãos do escritor convidado Tiago Santos-Vieira:

Camiseta Protetores da Floresta - Clique aqui e confira

Os anos passam e Greta Thunberg atinge a maioridade. Suficiente para não ser incomodada pelo ordenamento jurídico, quando decide participar de um rito xamanista no meio da Amazônia. Não precisava tanto - ritualísticas que envolvem Ayahuasca têm lastro legal por aqui. Mas preferiu assim, pós-18, para não manchar sua farda ativista. Muy sábia a agora ex-pirralha.

Na madrugada, sob holofotes da lua, os tambores repinicavam orvalho. Trilha sonora à iluminação da jovem. E com as portas da percepção escancaradas, eis que surgem os Protetores da Floresta: Saci, Curupira, Boitatá e Caipora.

- Abra los ojos, Greta! Em que língua falo com ela? Inglês, tupi-guarani, sueco? Ela é sueca, né? Existe o idioma “sueco”? Ahhh, quem manda nessa alucinação sou eu, vai ser em português mesmo. Acorda, menina!

- Olá!

- A copada de água marrom é amarga, né? Tadinha, masca esse chiclete de gosma de sapo que passa. Essa água é o portal, que te trouxe até aqui.

- Você é linda! Sem trocadilhos de quinta série tá, mas eu nunca vi uma cobra tão grande assim. Como você se chama?

Camiseta Cobra de Fogo - Clique aqui e confira!

- Boitatá, e você tocou no ponto certo! Essas piadinhas de duplo sentido, brincadeirinhas tidas como inofensivas, sabe? Então, Gretinha, que tal expandir sua agenda de discussões pelo mundo, já que tens assento em várias conferências mundiais?

- Mas como assim, Boitatá?

- Olha o Saci, por exemplo: negro, lindo, um Sacizão da porra! Outro dia, via zap espiritual, recebi um vídeo horroroso. Um senhorzinho negro, vestido de bom velhinho, super inclusivo, tirando fotos com outras crianças negras. Muito fofo, os garotinhos se reconheciam nele, sabe? Então me vem um infeliz, filmando com o celular e pergunta: “o senhor tá vestido de Papai Noel ou Saci Pererê”?

- Gente?!

- Pois é, Gretinha. Aí o escroto postou o vídeo; um monte de gente rindo nos comentários. Então soprei uma problematização nos ouvidos de um Pajé todo tecnológico aqui da aldeia, com quem tenho um link espiritual. Nossa, mandaram-no parar de mimimi e xingaram muito ele no Twitter. Num é mesmo, Saci?!

Camiseta Saci - Clique aqui e confira!

- Ai, ai... O recalque desse escroto bate no meu gorro vermelho e volta em forma de micropênis! Quem disse que só tenho uma perna? Tenho duas agora; antes tinha três! Entendeu, entendeu?

- KKKK! Vocês são ótimos!

- Não, Greta, isso não é engraçado. Parece a princípio, mas essa sexualização do negro tem também cunho racista, que remete à escravidão, quando cumpríamos papéis de reprodutores ou diversão para o senhor de engenho. Porém, está tão institucionalizado na nossa cultura, que parece engraçado.

- Entendi, Saci, você tem razão.

- Mas também num vai me achar tão chato assim, né, Gretinha? Só queremos isso mesmo: que você use os parlatórios mundo afora e discuta outras questões. Um chute bem dado no racismo, elitismo, homofobia... Porque tu sabe, né: “em terra de Saci, todo chute é voadora!”. Agora sim, Greta, cê pode rir!

- KKKK!!!

- Aproveitando a deixa, saca o moonwalk do tio Curupira aqui. Reparou no detalhe, Gretinha, é ao contrário. Meu pé é virado pra trás, Sacizão tem uma perna só, a prima Mula não tem cabeça... Somos todas E.N.E’s.: Entidades com Necessidades Especiais. Temos um “poderzinho” ou outro aí; a gente se vira como pode no mundo místico. Mas na vida real, tem muita gente capotando a cadeira de rodas, em calçadas sem rampas. Anota mais esse item: acessibilidade.

Camiseta Curupira - Clique aqui e confira!

- E pra fechar, Gretinha, escuta agora a tia Caipora. Sou eu, aqui atrás, com o cabelão vermelho. Então... Em alguns lugares o povo diz que sou homem, hoje tô aqui virada em mulher, às vezes me confundem até com o Curupira. E sabe duma coisa? Tô satisfeita e feliz com isso: de não ter um gênero específico com o qual me identifico. Sou muito bem resolvida! Boitatá tá nessa comigo.

- Pois é! Todo mundo acha que sou um boi, mas eu sou uma cobra, num dá pra ver não? Afff! É isso! Passa a régua na lista aí, Greta, e leva também as discussões de gênero pra ONU!  Agora feche os olhos e em 3, 2, 1...

Camiseta Caipora - Clique aqui e confira!

Acorda Greta Thunberg em seu veleiro sustentável, surfando pororocas... Levantando as bandeiras das Lendas que lutam contra o Mito.

--

Tiago Santos-Vieira: escritor e jornalista; é autor dos livros Dança das Bestas, Elos do Mau Agouro e As Aventuras do Super Careca. Foi colaborador das revistas Rolling Stone, Trip/TPM, Riders, editor no Diário de Guarulhos e é brother da Chico Rei.

Siga o escritor no Instagram: @santosvieiratiago




Tags

protetores da floresta, conto, folclore, brasil, brasilidade, folclore brasileiro, tiago santos-vieira


Escrito por

Tiago Santos-Vieira

Escritor e jornalista; é autor dos livros Dança das Bestas, Elos do Mau Agouro e As Aventuras do Super Careca. Foi colaborador das revistas Rolling Stone, Trip/TPM e é brother da Chico Rei.