O mundo precisa de David Fincher

Alguns diretores deveriam ser obrigados a lançar um filme por ano. Em tempos em que vemos fórmulas sendo repetidas à exaustão, remakes desnecessários, continuações manjadas e a trinca “tiro, porrada e bomba” em três dimensões pra todo lado, saber que teremos garantidas algumas pepitas no meio do caminho seria um alento e tanto. Como a vida não é moleza, precisamos conviver com hiatos infindáveis justamente dos melhores. Para ilustrar a máxima, Michael Bay dirigiu seis “pérolas” nos últimos 10 anos, enquanto o último filme de Christopher Nolan, The Dark Knight