A vida é um lindo passeio! Confira essa lista de gostosuras!

Somos um país de abraços, gostamos do lado de fora, de festejar sem precisar de motivo. De uma hora pra outra, nos vimos confinados às fronteiras de casa com muito mais tempo de lançar o olhar pra onde a gente não está acostumado: o lado de dentro. De súbito, surgiu um cardápio de afazeres querendo nos convidar a ocupar todos os espaços da nossa falta, mas… Que tal aproveitar esse período fora do piloto automático para pensar em suas escolhas? Você tem feito aquilo que te dá alegria ou só

Indicações pra ler on-line e de graça!

Abrir uma página às vezes pode te levar pra longe. Em momentos raros como o que estamos vivendo agora, procuramos escape e distração onde podemos. A leitura é um hábito fantástico e que traz inúmeros benefícios e, claro, faz com que a gente se transporte diretamente para dentro de uma história e esqueça um pouco da realidade a nossa volta. E pra dar uma forcinha nas suas próximas viagens direto do sofá, preparamos uma lista que conta com sites nacionais e internacionais que disponibilizam e-books de forma gratuita. É isso

Belchior Tinha Razão

Belchior foi um dos artistas mais revolucionários da história da MPB. Dono de uma voz peculiar e letras impecáveis, emplacou uma fila de clássicos na ponta da língua do povo brasileiro. Sede pela vida, força crítica e intensidade, adornadas por um dos bigodes mais emblemáticos e imitados do Brasil.

Uma mina negra, da Baixada Fluminense, cientista em construção dizendo que a computação é para todos? Será que engaja? Será que a sociedade aceita? - Por Ana Carolina da Hora

Negra, cientista da computação e moradora da Baixada Fluminense, Ana afirma que “computação é para todos” e hoje divide sua história com a gente em primeiríssima pessoa. Ana criou o projeto Computação da Hora para descomplicar algoritmo, programação e tecnologia. Também faz parte do PerifaConnection, uma “plataforma de disputa da narrativa sobre as periferias”. Eu não posso começar a falar sobre a minha pessoa e meu trabalho sem citar as cinco mulheres responsáveis pelo que eu sou e estou construindo até agora, as minhas mães: minha vó, minha mãe e

Por mais meninas e mulheres na Ciência!

O Meninas e Mulheres na Ciência foi criado em março de 2018 por Fernanda Furtado, graduada em Geologia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. O projeto tem como objetivo incentivar meninas a se interessarem por Ciência, fomentar o debate sobre a desigualdade de gênero no setor e discutir formas de reverter esse quadro. Anualmente, o grupo realiza a Semana de Meninas e Mulheres na Ciência. De forma contínua, promove, ao longo do ano, visitações em escolas com roda de conversa levando profissionais mulheres de diversas áreas. Batemos um

A pesquisadora Juliana Estradioto tem direito a um asteroide para chamar de seu!

Juliana Estradioto tem 19 anos e já coleciona mais de 50 prêmios e menções honrosas em eventos científicos no Brasil e no exterior. Em uma dessas premiações, a gaúcha de Osório, recém-formada no Ensino Médio pelo Instituto de Ciência, Tecnologia e Educação do Rio Grande do Sul, ganhou o direito de batizar um asteroide como reconhecimento pela pesquisa sobre a utilização da casca de noz de macadâmia para produzir uma membrana biodegradável. Já o primeiro lugar na categoria Gerenciamento de Meio Ambiente, na Mostratec, garantiu que ela fosse para a

Já ouviu falar em pobreza menstrual? Conheça Rafaella Gonçalves, criadora do absorvente Maria

Pobreza menstrual se refere à falta de acesso a produtos de higiene e outros recursos necessários ao período. É uma situação bastante comum entre mulheres em situação de vulnerabilidade social. Rafaella de Bona Gonçalves, estudante de Design de Produto na Universidade Federal do Paraná, tem 22 anos e criou um absorvente interno pensando nas moradoras de rua: o Maria. O projeto foi desenvolvido em junho do ano passado, como trabalho de conclusão do curso de especialização em Design - Soluções de Impacto para o Futuro. Rafa elegeu o primeiro objetivo