Céu infinito

O passeio mais lindo que já fiz nesse asteroide pequeno que todos chamam de Terra. Assim poderia resumir a viagem para o Salar de Uyuni. Quando tomei rumo para 30 dias de pé na estrada desde Campo Grande até Cusco, a maior planície de sal do mundo era apenas um dos caminhos para se chegar ao império Inca, mas os três dias rodando na região em um 4×4 nunca saíram dessa cachola, que admito, nunca conhecida por ser boa de lembranças. Salar de Uyuni refletindo o azul infinitamente A

Buenos Aires é a pelota da vez!

Buenos Aires é cosmopolita, tem sangue correndo nas veias, cultura pulsante e alfajor. Então se você tiver dois BigBig e uma mariola no bolso, dá um pulo em alguma companhia aérea e compre seu voo pra lá. Desde que a moeda local virou peso pena, bater pernas pela cidade tem sido uma experiência mais econômica que provavelmente qualquer capital brasileira. Que por aquelas terras tem tango pra dar e vender, um dos melhores churrascos da via láctea e arquitetura colada na Europa você certamente já sabe, então vou dar uns

A paz invadiu Machu Picchu

Viajar é sinônimo de conhecer o novo. E a novidade me pega de qualquer maneira, pelos olhos, pés, boca ou por sensações que não sei bem como explicar. E a paz de estar Machu Picchu é, para mim, inexplicável. Assim como fica inexplicável para meus amigos o motivo de eu ter passado por lá três vezes nos últimos anos. Mesmo sabendo que a palavra que traduz meu sentimento por lá é “paz”, ela sempre bate de forma diferente. O caminho até a capital do império Inca é um preparo espiritual