Folk pra ver e ouvir

Como todo amante de música, sofro daquela fixação em determinada banda ou estilo por um período que pode variar de dias, semanas ou até meses. Nos últimos tempos, tenho dado mais atenção do que nunca ao Folk e suas vertentes, indo de Bob Dylan ao novato Jake Bugg, passando por Donovan, meu ídolo Johnny Cash e alguns ótimos grupos de Bluegrass. No fim, a curiosidade acaba falando mais alto e não consigo me prender apenas ao som, gastando também um bom tempo entre leituras e pesquisas sobre o estilo. E foi justamente nesses momentos de estudo que “descobri” dois filmes que imediatamente entraram para minha lista de favoritos.

O primeiro deles é Once, que no Brasil recebeu o título Apenas Uma Vez. Lançado em 2007, trata-se de uma produção irlandesa independente, com orçamento modesto, encabeçada pelo diretor e roteirista John Carney. O enredo acompanha um músico de rua que conhece uma imigrante pianista e começa com ela uma colaboração musical inesperada. Inspirado pela nova amiga, o protagonista ruma para a última cartada em sua carreira.

Passado em Dublin, o filme é de uma sensibilidade rara. Muito disso se deve às poucas intervenções do diretor e sua equipe na dinâmica da dupla de atores: a crescente química entre os dois é apenas acompanhada, sem excessos, com câmera no ombro e cortes naturais.

Once - Apenas Uma Vez

A veracidade do filme é ressaltada pela fantástica Falling Slowly (coroada com o Oscar de Melhor Canção Original, em 2007): a música é uma composição do próprio ator e intérprete Glen Hansard, vocalista da banda The Frames. Já sua companheira de cena, a multi-instrumentista tcheca Marketa Irglova, também não é nenhuma desconhecida, já que os dois trabalharam juntos no álbum The Swell Season, contemporâneo do filme.

O casamento perfeito entre trilha sonora e uma bela história, acompanhado por uma direção onde menos é mais, faz com que o filme seja uma obra encantadora e que dificilmente passa batida pelo espectador. Se no final ele deixa a sensação de que foi tudo muito fugaz (o que se justifica pelo pouco tempo de filme), os próximos meses prometem alento, já que a próxima empreitada de John Carney chega aos cinemas. Mesmo Se Nada Der Certo (Can a Song Save Your Life?) também tem na música pano de fundo para uma história romântica, só que desta vez com elenco muito mais estrelado, composto por Keira Knightley, Mark Ruffalo, Hailee Steinfeld e Adam Levine (vocalista da banda Maroon 5).

Once - Apenas Uma Vez

Já o segundo filme que inspirou este post se distancia um bocado de Once, ainda que também tenha a música folk como força motriz. Inside Llewyn Davis, que por aqui ganhou o subtítulo Balada de Um Homem Comum, chegou neste ano aos cinemas e carrega a chancela de ser a mais recente produção dos irmãos Joel e Ethan Coen, de Fargo e Onde os Fracos Não Têm Vez.

O filme acompanha Llewyn Davis, cantor e compositor que passeia pela nascente cena folk da Nova York do princípio dos anos 60. Muito bem interpretado por Oscar Isaac, o protagonista é um sujeito talentoso, mas de personalidade complicada, sobretudo devido a sua exacerbada arrogância, o que acaba atrapalhando seu sucesso. Llewyn é mais um daqueles personagens que os irmãos conseguem encher de complexidade, mesmo economizando nas falas. Divindo a tela com Isaac, temos um elenco repleto de estrelas: Carey Mulligan, Justin Timberlake, Adam Driver e John Goodman, que incorpora um excêntrico músico em mais uma interpretação digna de aplausos.

Inside Llewyn Davis

Inside Llewyn Davis

O que vemos nos 104 minutos de longa é uma ode dos irmãos Coen ao estilo musical, retratando com maestria o solo de onde nasceram Bob Dylan, Joan Baez e outros. Assim como em Once, a trilha sonora é protagonista e conta com a produção e o talento de Marcus Mumford, músico, marido de Carey Mulligan e frontman do ótimo Mumford and Sons. Mesmo carregado de melancolia, a obra traz o ar cômico que permeia a carreira dos irmãos diretores, com ótimos diálogos, personagens marcantes e canções fantásticas.

Se você também é não abre mão de boas doses de música e filmes em seu dia a dia, é certo que essas duas produções tão distintas entre si vão entrar em sua lista de favoritos. Em todo caso, se meus argumentos ainda não foram suficientes, espero que os vídeos abaixo ajudem a te convencer… Aumente o volume e aproveite a sessão!

Once

**Inside Llewyn Davis**
[![Bnrs_Blog_Categorias_(600x250)_ALT1_mais-legais_03](/content/images/2016/04/Bnrs_Blog_Categorias_600x250_ALT1_mais-legais_03.jpg)](//chicorei.com/camiseta/camisetas-musica_26/)