3 Dicas para sua Playlist de Dezembro

Já conhece Royal Blood, Guy Ivory e Mutemath? Sabe de nada, inocente!

Esta semana a gente selecionou algumas novidades que PRECISAM entrar pra sua lista de fim de ano! Se liga nas dicas de rei!

Guy Ivory

Este cantor e compositor de apenas 19 anos vem se destacando no Reino unido pelo visual retrô e um vozeirão de dar inveja a muitos vocalistas experientes. Guy Ivory transpira musicalidade e foi revelado na campanha #BlackXSRecords da marca de perfumes Paco Rabanne com o objetivo de revelar novos talentos tocando covers de musicas antigas. A versão para House of The Rising Sun ficou tão famosa que acabou entrando para a trilha sonora de American Horror Story. É envolvente, dançante e sen-sa-cio-nal!

![Royal Blood](/content/images/2014/12/FOTO-21.jpg)
Menos é Mais!

Dá para fazer um ótimo bolo sem usar batedeira? E rock sem guitarra? A resposta é Royal Blood. O melhor lançamento de 2014 desafia os padrões da música e eleva o conceito de duo/dupla a um novo nível.

Enquanto a maior parte dos duos (Black Keys, White Stripes) querem explorar minimalismo e espaço, com estes caras acontece o oposto: o som é forte, vibrante, intenso e preenche todas as lacunas. Sim, sou guitarrista e não senti falta das 6 cordas no som dos caras. É completo! Tão completo que receberam elogios de gigantes como Jimmy Page do Led Zeppelin, Matt Bellamy do Muse, Alex Turner do Arctic Monkeys e Dave Grohl do Foo Fighters.

Se você é daqueles que acha que o Rock não tem mais salvação, então aumente o volume e espere pra ver os britânicos Ben Thatcher e Mike Kerr despejarem um balde de brita na sua cabeça:

![Mutemath](/content/images/2014/12/FOTO-31.jpg)
Quantas vezes você já viu o apresentador **David Letterman** de queixo caído por uma banda? No final do vídeo abaixo, ele simplesmente não se contém e faz um belo elogio aos músicos deste grupo que possui a capacidade singular para manipular timbres e efeitos.

O Mutemath é uma banda de Los Angeles que conta com influências musicais que vão de Björk ao The Police, dialogando com Jazz e Psychedelia. Além da sonoridade ímpar e empolgante do grupo, suas performances ao vivo são memoráveis, cada apresentação é única e os músicos aproveitam para experimentar algumas técnicas nem um pouco ortodoxas, tais como, tocar teclados com os pés ou de cabeça para baixo, desmontar a bateria no meio do show e manter a mesma pulsação. Ficou curioso? Você vai querer comprar um ingresso pra esse show agora!

Quer mais? Então toma 2 lançamentos fresquinhos de bandas que não podem faltar de jeito nenhum na sua playlist: **Foo Fighters** e **AC/DC**. A primeira é a novíssima Outside, minha favorita do novo álbum **Sonic Highways**. A segunda, mas não menos importante, é daquelas que já nasce clássica. Mas ok, Angus Young só faz clássicos mesmo. Então aperte o play e comece a sacudir a cabeça. Rock or Bust.

OUTSIDE

**ROCK OR BUST**