Pokémon Go

O que fez Pokémon Go tão popular?

Pokémon Go é um jogo de realidade aumentada para smartphones que usa o GPS para colocar os monstrinhos virtuais em locais reais. O objetivo do jogo é capturar todos os Pokémon e batalhar nos ginásios que geralmente são pontos famosos das cidades. Se a explicação foi muito simplista e você ainda não entendeu a genialidade por trás da febre que Pokémon Go trouxe para o mundo, continue lendo, por favor.

pokemon-go-1

Pokémon é uma série de jogos que iniciou nos anos 90 pela Nintendo, nos jogos você tem que capturar os Pokémon (Poket + Monster), e batalhar até se tornar o maior mestre Pokémon do mundo. Os jogos saíram para várias plataformas portáteis da Nintendo e sempre foram uma das maiores franquias da empresa. Nos anos atuais, a empresa veio passando por grandes dificuldades financeiras, e tentando se renovar no mercado, anunciou que entraria no mercado de jogos para smartphones, causando um reboliço em grande parte dos seus fãs.

A grande sacada do jogo foi unir a tecnologia do GPS com uma franquia que já é amada por milhares de pessoas e colocar tudo em uma plataforma acessível, o smartphone. Com isso, criou-se um jogo social, onde as pessoas precisam sair de casa para jogar, visitar parques, pontos turísticos, conversar com pessoas de todos os tipos, pois o jogo se tornou um sucesso de todas as idades. Filhos pedem ao pais para irem caçar Pokémon com eles, adolescentes saem em grupos para parques, adultos que cresceram com a franquia nos vídeo games e ainda um grupo gigante de pessoas que acabaram sendo levadas pela ideia viciante de andar pela sua cidade e colecionar todos os monstrinhos.

pokemon-go-3

O fenômeno Pokémon Go chegou junto com o amor e o ódio pelo jogo, e como nada é 100% bom ou ruim, já existem casos de hospitais usando o jogo para que pacientes saiam da cama, se exercitem e socializem, crianças autistas que estão saindo de casa para jogar, como também varias histórias de atropelamentos, assaltos e afins. Pokémon Go é um jogo como um outro qualquer, e o que faz dele uma coisa negativa ou positiva é como nós o usamos.

Sempre que em alguma conversa sobre etiqueta ao usar smartphone surge, eu digo o seguinte: “E se ao invés de olhar seu telefone fosse um livro?”. Você está conversando com alguém e do nada abre um livro para ler um trecho: é falta de educação? Ou andando na rua, você atravessa uma rua lendo um livro, anda pelas ruas desatento entretido no seu livro? O problema é como cada um de nós nos relacionamos com o mundo a nossa volta. Odeie ou ame, os Pokémon estão por aí, e se procurar bem, talvez ache um dentro da sua casa agora.

Bnrs_Blog_Categorias_(600x250)_ALT1_geek