Quem Tem Medo de um Best Seller?

Cuidado! Você corre sério risco de perder sua vida social ao ler este romance instigante!

Por mais livros de sucesso que você já tenha lido na vida, nada até hoje te preparou para “A Verdade Sobre o Caso Harry Quebert”. Este best seller, do estreante Joël Dicker, já é um fenômeno da literatura mundial, considerado a melhor obra de 2014 em mais de 32 países e traz uma narrativa com cortes cinematográficos, personagens complexos e capa com arte de Edward Hopper. Só pode ser coisa boa, né?

Se você também acha que a literatura franco-suíça passa essa imagem de que não se pode ter diversão durante a leitura porque a escrever é algo sério, então precisa conhecer Joël Dicker. Com ele diversão e mistério são elementos-chave para prender a atenção do leitor. E conseguiu. A impressão que temos é que o escritor gastou toda sua genialidade num livro que poderia render facilmente material para outros 10 best sellers. Mas não. Dicker é daqueles autores estreantes que já chegam chutando a porta de entrada e mostrando logo que não estão para brincadeira.

Esta é uma novela policial construída a partir de reviravoltas, ritmo de thriller com forte aposta no jogo metalinguístico, utilizando a famosa técnica do livro dentro do livro. É impossível não sucumbir ao apelo deste mistério inesquecível.

A Verdade Sobre o Caso Harry Quebert

De verdade, não dá pra parar nem um minuto! Os acontecimentos se mantêm frenéticos por mais de 500 páginas. Duvida? Então ouse começar as primeiras linhas. Veja a sinopse (sem spoilers) abaixo e corra para a primeira livraria que ver pela frente:

Marcus Goldman viu sua vida se transformar radicalmente. Com apenas vinte e oito anos, publicou um livro que o alçou ao status de celebridade, com direito a um apartamento chique em Manhattan, um carrão, uma namorada estrela de TV e presenças constantes nos tapetes vermelhos, além de um contrato milionário para um novo romance. E então foi acometido pela doença dos escritores: a síndrome da página em branco.

Na tentativa de superar seu bloqueio criativo, Marcus recorre a seu amigo e ex-professor Harry Quebert, um dos escritores mais respeitados dos Estados Unidos, que vive numa bela casa à beira-mar na pequenina cidade de Aurora, em New Hampshire. Às voltas com sua dificuldade em escrever, Marcus é surpreendido pela descoberta do corpo de uma jovem de quinze anos, Nola Kellergan que desaparecera sem deixar rastros em 1975, enterrado no jardim de Harry, junto com o original do romance que o consagrou. Harry admite ter tido um caso com a garota e ter escrito o livro para ela, mas alega inocência no caso do assassinato. *

Com a mídia inteira contra Harry, Marcus se lança numa investigação particular, seguindo uma trilha de pistas através dos livros de seu mentor, dos bosques, das praias e das áreas isoladas de New Hampshire em busca da história secreta dos cidadãos de Aurora e do homem que mais admira. Uma teia de segredos emerge, mas a verdade só virá à tona depois de uma longa e complexa jornada.*

Para salvar Harry, sua carreira literária e a própria pele, Marcus precisa responder a três perguntas, todas misteriosamente conectadas: quem matou Nola Kellergan? O que aconteceu no verão de 1975? E como escrever um romance verdadeiramente bem-sucedido?*

A Verdade Sobre O Caso Harry Quebert