Três Trilogias para Três Tipos de Leitores

Ok, o assunto é trilogia mas não vamos falar nem de O Senhor dos Anéis muito menos de Cinquenta Tons de Cinza.

Fato é que independente do estilo literário, este formato editorial produz um efeito de fascínio quase hipnótico tanto em escritores quanto em nós, pobres leitores, que ficamos esperando o lançamento do próximo volume. Melhor ainda é quando descobrimos uma trilogia já completa. Assim dá pra ler tudo de uma vez! 😉

Aqui vão três dicas completamente diferentes entre si para você devorar:

Trilogia Millennium

Uma das minhas sagas preferidas já ganhou duas adaptações cinematográficas, uma em seu país de origem – Suécia – e outra Hollywoodiana, ainda em produção com a irreconhecível Rooney Mara, o eterno James Fckn’ Bond*  Daniel** Craig**, e a linda Robin Wright – sim, a Claire do House of Cards. Ôôô delícia!

Com uma trama instigante e intrigante, personagens extremamente bem construídos e a maestria do autor Stieg Larsson em conduzir esta narrativa, repleta de suspense da primeira à última página, a Trilogia Millennium é composta pelos volumes Os Homens que Não Amavam as Mulheres*,**** A Menina que Brincava com Fogo e A Rainha do Castelo de Ar****.*

Apesar de cada livro ter seu ápice e desfecho surpreendente, a evolução dos personagens nesta trama é de tirar o fôlego. Trata-se de um enigma a portas fechadas onde não há inocentes. Apenas diferentes graus de responsabilidade e profundos desejos de vingança.

O primeiro filme é muuuito bom, mas se você ainda não assistiu, indico ler os livros primeiro:

 

1Q84 é o livro mais ambicioso de Haruki Murakami, fenômeno da literatura contemporânea. Assumidamente inspirado na obra-prima de George Orwell (sim, a história se passa no ano de 1984), este clássico foi escrito propositalmente em três volumes mesclando suspense e fantasia numa saga pós-moderna, com mundos paralelos, assassinatos e estranhas seitas. Ao final, o autor constrói uma trilogia que fala de amor, abandono e mistérios que desafiam os limites do real.

Trilogia 1Q84

Se existisse uma categoria que pudesse abarcar a obra épica de Haruki Murakami, ela receberia a denominação de “mangá para adultos”.  A saga 1Q84 escancara a marca registrada de Murakami: o trânsito entre realidade e delírio. Arrastados para um mundo paralelo, os personagens se afligem com o curso alterado da História, mas continuam vivendo entre situações cotidianas e acontecimentos fantásticos, como se aceitassem que a vida não faz mesmo tanto sentido assim. São heróis autocentrados, movidos por um certo desapego e, ao mesmo tempo, por paixões e obsessões — uma combinação que caracteriza o próprio escritor que vai entrelaçando de forma muito cuidadosa mas sempre instigante as histórias dos dois personagens principais.

Provocações Filosóficas

Engana-se quem pensa que a filosofia moderna tem uma postura passiva que se contenta em somente analisar comportamentos e pensamentos… Nada disso! O intuito desta brilhante trilogia é exatamente o oposto: Vida, Morte, Paixão, Família, Ética, Fé, Estética, Política, Educação, Carreira, Amor, Razão, Liberdade, Esperança, Felicidade… Em torno desses e de muitos outros substantivos vitais gira cada uma das reflexões provocativas divididas em 3 livros: Não Espere Pelo Epitáfio! Não Nascemos Prontos! e Não Se Desespere!

As Provocações Filosóficas, construídas com intensidade pelo professor e filósofo Mário Sérgio Cortella a partir de um mergulho no cotidiano dos brasileiros, procuram instigar o intelecto sem desprezar a inteligência prévia das pessoas, afastando os riscos da banalidade e do automatismo que podem nos dominar e questionando a pressa e robotização do dia a dia.

Vale cada página! Ah, e se você curte camisetas de Literatura, não pode deixar de conhecer a nossa coleção:

Bnrs_Blog_Categorias_(600x250)_ALT1_literatura